Home Top Ad

Anuncie Aqui

Hinos e mascotes: a história por trás da glória - Red Bull Bragantino

Share:

Se no primeiro episódio falou-se do campeão brasileiro de 2019, nada mais justo que no segundo ser abordado o campeão brasileiro da série B do mesmo ano. Assim sendo, dando prosseguimento à série Hinos e Mascotes: a história por trás da glória, o protagonista do dia é o Red Bull Bragantino.

Então lá vamos nós.


Mascote

A escolha do primeiro mascote a representar o então Clube Atlético Bragantino ocorreu na década de 1940, quando, após vencer o rival local, Bragança Futebol Clube, o então presidente do time, Cícero Marques, como forma de homenagear os atletas pelo feito alcançado, fez um quadro com a imagem de um leão a fim de representar a "força" dos vencedores. A ideia foi tão bem aceita que o felino acabou tornando-se, a partir dai, o mascote oficial do clube. Mais tarde o Leão passou a ser chamado de "Massa Bruta", fazendo alusão a força e bravura do clube.

Foto: cidadeecultura.com

Neste ano de 2020 o Massa Bruta passou a ter a companhia do "Toro Loko" como mascote oficial do time de Bragança. A união dos mascotes é mais um capítulo do acordo entre o Bragantino e a Red Bull, após a empresa de energéticos passar a ter a gestão do futebol do clube a partir do término campeonato paulista de 2019. O Toro Loko também é o mascote da Red Bull Brasil.

Foto: Reprodução/Twitter Red Bull Braga.

Hino

A letra do hino foi encomendada em 1988 por Marquinhos Chedid, então vice-presidente do clube e filho de Nabi Abi-Chedid, que era o presidente na época, após o Bragantino conseguir o acesso à primeira divisão do Paulistão e ainda não ter um hino. Marquinhos então passou algumas informações a respeito do time ao encarregado da missão para que a letra fosse escrita. Renato Silva a compôs e em seguida a repassou a direção para que fosse aprovada, fato que aconteceu algum tempo depois. A melodia ficou à cargo de Sapo, líder de uma banda do interior paulista chamada Sapo da Banda do Brejo. 

Hino do Bragantino
Autores: Sapo e Renato Silva

Chegou a hora da luta
É o alvinegro em ação
Bragança toda se inflama
Massa Bruta, campeão

Na força de uma raça
Na luta já vencida
Ergamos sempre uma taça
Para a grande fiel torcida

Bragantino, o melhor
Primeiro em emoção
No campo é o maior
Arrebenta coração

Defesa bem guardada
A arte no meio do campo
Velocidade no ataque
E a bola entrando no canto

Olê, olê, olê, olá
O Massa Bruta só joga pra ganhar

Vamos lá, rapaz
Vamos lá, menino
Venham, vamos todos
Futebol é Bragantino.


E assim se encerra o segundo episódio da série. Quem será o próximo personagem? Nos vemos no próximo domingo para descobrir.


Abraços e até a próxima.

Nenhum comentário